Páginas

Resenha #47 O Ano em Que Te Conheci

" Milagres só crescem onde você os planta"

Autor(a): Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Publicação: 2016

Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.


Jasmine ama o trabalho que tem, ela é uma starup, uma pessoa que idealiza idéias de outra e faz a tornar real, algumas vezes ela cria negócios e os vende, mas em seu último negócio Larry a pessoa que a ajuda, a demite e faz com que ela fique de licença por um ano.
Ela não sabe o que fazer por isso se afunda cada vez mais, na casa de frente a sua mora Matt Marshall, o radialista p
olêmico que leva pessoas para o seu programa para debates sobre coisas que pessoas não falariam normalmente na frente de qualquer um. Matt comete um deslize no Ano Novo em seu programa, ele deixa com que seu produtor leve uma prostituta para o estúdio e pede para quê ela faça gemidos.
Jasmine e Matt sempre se provocam, ela vive bisbilhotando todas ás vezes que ele chega bêbado em casa e que acha que está trancado para fora de casa e faz um chilique para quê a mulher dele venha abrir a porta, até que a mulher o abandona e o vizinho faz com que Jasmine fique com uma cópia da chave da casa de Matt.
 Os dois começam a desenvolver uma amizade linda, mesmo que no começo Jasmine o odeia por conta de quê em um dos seus programas Matt faz um debate sobre Síndrome de Down, sendo que a irmã dela tem mesmo ele não sabendo desse ódio.
O que mais me chama atenção nesse livro é o cuidado que Jasmine tem com sua irmã mais velha Heather, as duas são incríveis juntas, mas em certos momentos me irritou todo esse cuidado, Jasmine querendo proteger Heather de tudo e todos, querendo acompanhar cada passo dela, não deixando com que nenhuma das duas, viva sua própria vida.
Matt e Jasmine um ajudando ao outro, por mais que seja um tacando na cara do outro o seu erro, sendo sarcásticos e rindo dos erros cometidos, mas mesmo assim eles crescem juntos e formam belos jardins em seus quintais, o que torna uma competição entre eles de qual é o jardim mais bonito.




Aquieta Minha Alma


Muitas vezes nos deixamos abater por coisas que vivemos, pensamos e vemos, nessas vezes só queremos ficar sentados em algum canto e não pensar em nada, mas, então Ele vem e nos aconchega e diz onde é o nosso lugar.
Minha alma estava abatida, cansada e quando já não conseguia me levantar, você chegou e me mostrou que tudo que preciso é descansar em Ti e me lançar no Teu amor, tudo pode acontecer, mas não deixaremos de amar um ao outro.
Não importa quantas vezes eu tenha tropeçado e caído, sempre você irá me levantar, me limpar e me ajudar, sempre irá enxugar as minhas lágrimas, que são muitas, minha alma precisa passar por isso, para quê ela se torne cada vez mais forte. Por isso, agora eu deixo com que você venha dominar cada parte, que eu venha confiar cada vez mais em Ti.
Quantas vezes me perguntaram onde é que você estava e minha alma se encolheu de dor, porque eu não conseguia te ver, mas eu sabia que você permanecia ali, não deixei de confiar, mas ela estremeceu então eu Te vi e você fez com quê ela se acalmasse para quê somente as tuas coisas fosse prioridade.
Porque a angústia me abateu? Para quê eu pudesse entender quem é que está no comando, aquele que conhece cada pedacinho de mim, minha alma está quieta e calma, Tudo é teu para Ti e por Ti e finalmente, ela entendeu que as suas vontades devem ser feitas.
Sei que muitas vezes ainda irei te decepcionar, mas cada dia darei o meu melhor, estou aqui expondo as minhas feridas, da maneira da qual eu fui ensinada, estou as abrindo para cicatrizarem apenas confiando em Ti. Sei que muitas vezes deixei com quê a minha alma comandasse as minhas atitudes e o meu coração se encheu de preocupação e os meus olhos não estavam voltados totalmente para Ti. Aquiete a sua alma, então tudo Ele fará, os pensamentos que Ele tem são melhores que os nossos. 





Resenha #46: Por Lugares Incríveis

" O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa".

Autor(a): Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 336
Publicação: 2015

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.


Theodore Finch, mais conhecido como “Aberração” fica em cima da torre do sino do colégio quase sempre, nesse mesmo dia ele encontra uma garota, Violet Markey e ela fica muito assustada por estar na torre e não sabe como subiu lá, ele a ajuda a descer, mas por ter fama de louco, todos acham que Violet quem o salvou, e talvez seja mesmo.
Violet Markey se sente culpada pela morte da irmã, Eleanor, as duas sofrem um acidente, elas tinham uma revista online e depois da morte de Eleanor, Violet não consegue mais escrever, até mesmo na escola com os trabalhos, ela diz que depois do que aconteceu, Eleanor levou as palavras com ela.
Theodore faz de tudo para que ela volte a escrever e por isso, eles fazem um trabalho da escola juntos, eles terão que conhecer alguns lugares do Estado de Indiana, e no fim os dois conhecem todos os lugares.
Esse livro trata de um assunto bem pesado, o suicídio, muitos têm medo de falar sobre o assunto, fiz essa resenha para alertar e dizer que não é uma solução e nunca vai ser pessoas ficam para trás com cicatrizes que não cicatrizam.
Violet e Theodore se envolvem, um casal bem diferente, mas que mesmo assim são completos, cada um com o seu problema e sempre tentando se ajudar, Violet viu a rejeição da família de Theodore, o pai abusivo, a mãe negligente, as irmãs que infelizmente também sofreram uma rejeição.
Nada justifica um suicídio, não importa o que estejam sofrendo, Theodore e Violet viveram momentos incríveis e isso que deveriam ter levado em conta, não todo o sofrimento que eles passaram. 



Seja você a mudança


A palavra mudança no dicionário significa transformar, modificar, alterar. E se modificarmos as nossas atitudes? Alterando a forma como agimos com situações, transformando pessoas e lugares, fazendo um mundo melhor e mais tranqüilo.
Já pensou em dar um “Bom dia”, oferecer uma flor para alguém? Pequenos detalhes são aqueles que fazem a diferença em tudo, já pensou em agradar alguém? Quem melhor para agradar que aquele que sempre fez o melhor para nós? Mude por Ele e para Ele.
A mudança só depende de você, então você pensa que ninguém dará valor no que está fazendo, engano seu, pessoas podem não notar, podem julgar – te, mas pense no valor que terá para Ele, aquele que mudou tudo e todos.
Quantas vezes as suas atitudes transformaram pessoas de formas ruins? Agora mostre que mudou e faça com que suas atitudes se tornem boas, seja você a mudança e mostre a mudança.
Portanto, se alguém está nele, nova criatura é. As coisas antigas já passaram, eis que tudo novo se fez. Temos que mudar, claro que serão aos poucos e não do dia para a noite como pensamos que será.
Nada pode nos fazer parar, porque somos aqueles que iremos mudar essa geração, sem amor, fria, mostraremos que com o amor tudo se resolve, devemos mudar e mostrar que somos novas criaturas. Podemos não mudar o mundo inteiro, mas iremos mudar o mundo de cada pessoa que passar por nós. Seja você também a mudança e faça com que outros mudem.  




Resenha #45: O Ar que Ele Respira (Quer Uma Ideia?)

" Ás vezes, a pior parte de existir sem a pessoa que amamos é ter que se lembrar de respirar". 

Autor(a): Britainy C. Cherry 
Editora: Record
Páginas: 308
Publicação: 2016

Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.


Elizabeth não sabe como seguir em frente depois que perdeu seu marido, Steven, por conta da perda ela vai morar com sua mãe, cansada de aturar os vários homens que sua mãe sai, ela volta para a cidade de Meadows Creek, lá ela volta para a casa onde ela e Steven sempre ficaram.
A filha de Elizabeth, Emma, acha que todas ás vezes que plumas brancas aparecem no jardim ou em qualquer lugar, é porque seu pai,Steven, está cuidando delas, e dizendo que as ama. Elizabeth conhece o misterioso Tristan, todos na cidade pequena de Meadows Creek acham que ele é um assassino, psicopata, entre outras coisas, mas Tristan é só um homem que perdeu sua esposa e filho em um grave acidente.
Tristan é apenas um homem buscando a luz, ele perdeu tudo e como diz no livro, quando ele perdeu sua família ele também se perdeu, Tristan estava morto, até que Elizabeth aparece em sua vida.
Um livro lindo que nos faz refletir a forma como tratamos ás pessoas que amamos, chorei o livro inteiro quase, vejo como os personagens sofreram por conta de todas ás perdas, a gente nunca sabe o que vai acontecer.
Tristan e Elizabeth encontraram um ao outro, mesmo os dois sofrendo perdas, todos na cidade não gostaram desse novo casal, mas um em particular odiou Tanner, melhor amigo de Steven, mas ele não gostou não foi por causa da memória de seu melhor amigo e sim porque, ele é apaixonado por Elizabeth.
O amor resiste á tudo não é mesmo? E vemos nesse livro que sim, o amor é muito resistente, demorei muito tempo para o ler, mas depois dele eu posso dizer que estou com uma ressaca literária, leiam esse livro e se apaixonem por Tristan. 

Hello, outra vez venho aqui falar que fiz outra resenha em parceria com a Isa do instagram @querumaideia, passa lá para ler a resenha que ela fez. E também não esqueçam de seguir e deixar um coraçãozinho. 






Resenha: #44 A Geografia de Nós Dois (Quer uma ideia?)

"A gente nunca sabe a resposta até fazer a pergunta". 

Autor(a): Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Publicação: 2016

Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.


Lucy sempre foi à garota invisível que não tem notoriedade, isso acontece, freqüentemente, os únicos amigos que ela tem são seus irmãos, Ben e Charlie que foram fazer faculdade na Califórnia, deixando-a sem ninguém. Os pais viajam o mundo inteiro, então Lucy fica sozinha em New York quando a cidade inteira sofre um blecaute.
Acontece que quando a cidade sofre esse blecaute ela fica presa dentro de um elevador, junto com um garoto chamado Owen, os dois nunca tinham conversado, enquanto espera o elevador ser consertado eles começaram uma conversa e Lucy começa a dizer o quão incrível é New York, só que Owen discorda porque acha a cidade sufocante demais.
Depois de passar o blecaute os dois não se encontram mais, e reviravoltas acontecem em suas vidas, Lucy muda para a Escócia e Owen sai de viagem sem destino com o pai, mas em cada cidade que qualquer um deles passa ou mora, começa a enviar cartão- postal um para o outro com uma única frase: queria que você estivesse aqui.
Os rumos da vida deles seguem diferentes caminhos, eles conhecem outras pessoas, mas não deixam de pensar um no outro, até que chega um momento em que os cartões-postais param de chegar e os dois mesmo assim não deixam de pensar um no outro.
Esse livro me fez refletir que quem quer algo, não importa a dificuldade sempre arruma um jeito de estar com você, seja fisicamente ou mentalmente, Lucy e Owen estavam separados por 8 mil quilômetros de distância e mesmo assim não deixam de pensar um no outro.
Um ótimo livro, é cheio de lugares para um possível roteiro de viagem, tem vários pontos turísticos da Europa e também dos Estados Unidos, que foi de grande ajuda, porque eu já marquei todos os lugares que a Jennifer indicou, como diz Lucy os livros te levam para viajar, mas nada melhor do que estar presente onde o livro se passa.

Hello, essa resenha eu fiz em parceria com a Isa do Instagram: @querumaideia e lá tem a resenha também desse livro, então quando terminar de ler essa daqui e comentar, dá uma corridinha lá! Beijos! Amo vocês! 




Resenha #43: Bela Maldade

" Tenho meus segredos e aprendi que fazer perguntas só serve para me expôr ao risco de ser interrogada também." 

Autor(a): Rebecca James
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Publicação: 2011

Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato.
Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade.
No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel.
Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...


Katherine Patterson tenta passar despercebida quando entra em uma nova escola, mas ela acaba chamando atenção de Alice Parrie, a garota mais popular e bonita da escola, logo as duas já estão intimas e muito amigas.
Katherine se sente muito bem com Alice, as duas começam a freqüentar uma a casa da outra, um dia Alice lhe apresenta Robbie, um garoto que é apaixonado por Alice, mas que vira melhor amigo de Katherine, alguns meses se passam e o segredo que Katherine guarda consegue ser mantido por esses meses, até que os pais de Katherine pedem que ela convide Alice para conhecê-los e lá o seu segredo é revelado.
A irmã mais nova de Katherine é assassinada, por isso que ela mudou de cidade, não mora com os pais e até mesmo mudou de sobrenome, porque ela não queria que o passado a assombrasse novamente. Alice entende tudo o que Katie passou e a apóia.
Katie conhece Phillippa uma garota maravilhosa que abre os olhos dela aos poucos sobre a sua amizade com Alice, Pip diz que Alice é totalmente insana e Katie não dá atenção porque acima de tudo Alice é sua amiga e apóia tudo o que ela faz.
Robbie é o garoto mais incrível que poderia existir só que Alice o faz de brinquedo, uma hora quer algo outra hora não quer mais, ele conhece o jeito como Alice é e tenta de todas ás formas alertar Katie.

Será que Robbie e Pip têm razão de quê Alice é insana? Que ela só pensa em si mesma? Você terá que ler Bela Maldade para descobrir, mas vá preparado para uma aventura incrível. É um livro que você mergulha de cabeça para ler. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...